sexta-feira, 26 de agosto de 2011

QUEM TEM O DIREITO DE INTERPRETAR SOMOS NÓS!


Romualdo (à direita) é o fantasma Joel Siviriano dos Santos

Crédito: JBO
Atores do Teatro Popular de Ilhéus protestaram no plenário da Câmara de Vereadores, pedindo mais respeito dos parlamentares com a população. Foi uma manifestação pacífica, mas que causou enorme inquietação durante a sessão ordinária da tarde desta última quarta-feira (24). "Viemos aqui dizer para estas pessoas que atores somos nós. Quem tem o direito de interpretar somos nós. Eles são vereadores", disse ao Jornal Bahia Online o diretor do grupo, Romualdo Lisboa.


Portando nariz de palhaço e, no peito, o nome dos supostos servidores fantasmas existentes na Câmara Municipal de Ilhéus, os atores afirmavam que o protesto era pelo silêncio, pela omissão e pela possibilidade de um grande pastelão acontecer diante da denúncia que tomou conta da cidade. Na opinião dos artistas, sem provocação o presidente da Cãmara jamais iria se posicionar a favor de uma apuração rigorosa da denúncia.

Mas o ataque não ficou restrito ao presidente. Ele generalizou. "Os vereadores falam em honestidade, lisura, compromisso, competência e a gente está vendo tudo aí", revelou indignado Romualdo Lisboa. De acordo com o diretor é bom a população ficar de olho, por que, no final, "eles sempre fazem acordos para acobertar o erro do outro". Romualdo completou afirmando que nos discursos, os vereadores mentem para o povo dizendo que a mentira é verdade. "E a gente tem o direito de se indignar com esta mentira", concluiu.



Atores da Casa dos Artistas e membros da sociedade civil organizada, narizes de palhaço e crachás com os nomes que constam na lista de funcionários fantasmas divulgados pelo blog do Gusmão.